domingo, 4 de março de 2012

Como tratar Crianças Hiperativas


   Hiperatividade é um tema recorrente entre pais e escolas. Fala-se muito a respeito, mas as vezes de forma equivocada. Antes de qualquer coisa, devemos saber o que é a hiperatividade e qual a maneira de diagnosticá-la em nossas crianças.
Não faça você mesmo um diagnostico. Leve para que um especialista, porque este tem todas as condições de testar e verificar o que efetivamente está acontecendo e poderá orientar um tratamento adequado. A hiperatividade tem vários graus, e cada um deles devera receber uma atenção diferenciada. Muitas vezes a atividade da criança pode ser confundida  com hiperatividade. Lembre que o déficit de atenção está sempre combinado com a hiperatividade.
As crianças hiperativas são inteligentes,  mas as vezes não rendem o suficiente devido a mudanças constantes de atividade e a falta de  centração  não deixa que eles concluam a tarefa, seja ela qual for.
   Normalmente, a hiperatividade é mais notada quando a criança já esta com 4/5/6 anos, devido a exigência de escolaridade e pelos pais já estarem buscando que a criança não faça mais tantos movimentos sensórios motores. Mas um bebe já pode revelar alguns sintomas. Observe a criança, mas sem preconceito. Tenha uma  visão critica e coloque seu filho sempre em contato com outras crianças. Não esqueça que o comportamento dos pais vai gerar o comportamento das crianças daquela família. Não podemos esquecer que o modelo pode ser reproduzido nas crianças, mesmo que ela não tenha nenhum comprometimento.
   É importante frisar que todos os transtornos podem ser tratados. Quando eles vem somados à hiperatividade, os pais e as escolas devem ser orientados para lidarem com estas crianças/adolescente. Não tente impedir que a criança ou adolescente com sintomas de hiperatividade se movimente, controlando a ação o tempo todo. A idéia é dar a ela atividades para que façam de sua movimentação  algo com resultado positivo. Lembre-se de observar com atenção para ver a duração das atividades de seu filho e faça com que ele receba atenção voltada para suas necessidades. As atividades para estas crianças devem ter uma duração de 5 a no máximo 10 minutos. Qualquer coisa além desse tempo não trará um resultado  satisfatório.
   Uma criança hiperativa deve receber ordens rápidas e curtas, e não tente ficar explicando a ela o por que das ordens dadas. Seja sucinto e objetivo. Não esqueça também de elogiar e evite brigar chamando atenção para o fato da criança demonstrar hiperatividade. Lembre que ela não consegue controlar sua agitação.
Se você esta se irritando muito com o comportamento de seu filho é hora de procurar um especialista. Volto a chamar atenção – não faca o diagnostico, deixe que um especialista o faça.

Um comentário:

sandra souza disse...

OLÁ BOA NOITE,MEU FILHO É IPERATIVO TEM 3 ANOS E MEIO.SOCORRO TA ME TIRANDO DO SERIO NÃO SEU=I MUITO O QUE FAZER.PRECISO DE AJUDA DE UM ESPECIALISTA AQUI NÃO TEM NEURO E EU NÃO TENHO COODIÇÕES DE CUIDAR EN OUTRA CIDADE.ME AJUDEM POR FAVOE ME ORIENTA O QUE FAZER SOU LEIGA NO ASSUNTO.DESDE JA AGRADEÇO AGUARDO RESPOSTA.